Área restrita para assinante do CLUBE CORREIO FRATERNO.



  • Narrow screen resolution
  • Wide screen resolution
  • Auto width resolution
Assinante do CLUBE

Assinaturas

assine_correio

Enquete

Para você, a homossexualidade é um estado:
 

Vapt-vupt

536

Viva a vida


modulo-drogas

 

J. Herculano Pires


selo-herculano

 

Espaço do Leitor


Saiba
aqui como publicar seus textos no Correio Fraterno

 

Agenda

agenda

Livro de Visitas


livro-de-visitas

Passatempo

Confira as respostas do  passatempo do jornal
Home Acontece A visão de Galileu sobre a descoberta de novos planetas
A visão de Galileu sobre a descoberta de novos planetas PDF Imprimir E-mail
Escrito por Eliana Haddad   
Qui, 12 de Janeiro de 2012 12:00

novo sistema planetárioA Nasa, agência espacial americana, detectou  o menor sistema planetário de todos os tempos, composto por  três planetas rochosos, que giram ao redor de uma estrela anã vermelha com diâmetro seis vezes menor que o Sol e que está a 130 anos-luz na constelação Cygnus.

Notícias sobre descobertas de novos astros, principalmente fora do sistema solar, sempre despertam grande curiosidade, constituindo-se em novos instrumentos para pesquisas científicas e gerando discussões sobre a origem  do universo, um dos grandes desafios do conhecimento humano.

No século 19, mais precisamente em 6 de janeiro de 1868, uma explicação do espírito Galileu (1564-1642)  sobre o assunto veio a público em Paris, França, através do livro A gênese, de Allan Kardec, a última das cinco obras que compõem a codificação espírita, antecedida por O livro dos espíritos, O livro dos médiuns, O céu e o inferno e O evangelho segundo o espiritismo.

Na obra, Kardec reservou um capítulo específico, “Uranografia Geral”, para trazer um verdadeiro tratado sobre assuntos relacionados à cosmologia, reunindo uma série de comunicações sobre a origem do Universo e diversidade dos mundos, ditadas à Sociedade Espírita de Paris. O material, assinado por Galileu, foi trazido através do médium Camile Flammarion, também cientista e astrônomo francês que muito auxiliou Kardec, realizando inclusive o discurso de homenagens póstumas ao codificador por ocasião do seu enterro, em abril de 1869, publicado depois o livro Obras póstumas.

Revela Galileu na época,  em A gênese, que “inimaginável deserto”, sem limites, se estende para lá da aglomeração de estrelas. “Poderíamos comprovar a subordinação sucessiva de sóis a sóis, até sentirmos cansada a imaginação de subir através de tal hierarquia. E esses astros em números incontáveis vivem vida solidária. Assim como do vosso mundinho terrestre, nada se acha isoladao, ytambém nada o está no Universo incomensurável”.

As comunicações mostram que a eterna sucessão dos mundos obedece a uma única lei, primordial e geral. “Ela foi outorgada ao Universo para lhe assegurar eternamente a estabilidade e essa lei geral nos é perceptível aos sentidos por muitas ações particulares que nomeamos forças diretrizes da Natureza”, destaca Galileu, reconhecendo que" a Terra e o homem são nada em confronto com o que existe e as que as mais colossais operações do nosso pensamento ainda se estendem apenas sobre o campo imperceptível, diante da imensidade e da eternidade de um universo que nunca terá fim".

Não cabe, portanto, qualquer espanto com relação à existência dos três planetas menores descobertos, fora do sistema solar. A Nasa informou, inclusive,  que dos mais de 700 planetas que orbitam outras estrelas poucos são rochosos. Mas, como as anãs vermelhas são o tipo mais comum de estrela na Via Láctea, a nova descoberta aponta que, apesar de serem menos comuns, a galáxia poderia estar repleta de planetas rochosos similares.

Durante o anúncio da descoberta realizado em Austin, no Texas, na reunião anual da Sociedade Astronômica Americana, o pesquisador John Johnson do Instituto de Ciências Exoplanetárias da Nasa comentou sobre "a diversidade de sistemas planetários em nossa galáxia".

Os novos astros foram descobertos pela missão Kepler, sonda voltada para a pesquisa de exoplanetas. O trio gira ao redor de uma estrela chamada KOI-961.


A comunicação completa de Galileu Galilei pode ser lida no livro A gênese

 

 

 

Newsletter

Cadastre-se e receba as principais notícias

Conheça os livros da editora

correio fraterno

LANÇAMENTO

tom-acima
 
A reencarnação
de uma rainha


Conde Rochester traz a
história de Panderva, que
vive nas ruas de Florença,
enfrentando perigos e
provocações, com a
mesma altivez dos seus
tempos de rainha.

Arandi Gomes Teixeira
 
14x21 cm • 264 páginas
De: R$ 33,50
Por: R$ 26,80 

Correio nas redes sociais


issuu-logocute-twitter-logo

logo-youtube

facebook

Correio na Rádio


radio

Ouça e participe do programa

Universo Espírita.

Campanha SORRIA

sorria_e_compartilhe_alegria