Área restrita para assinante do CLUBE CORREIO FRATERNO.



  • Narrow screen resolution
  • Wide screen resolution
  • Auto width resolution
Assinante do CLUBE

Assinaturas

assine_correio

Enquete

Você assina algum jornal ou revista espíritas?
 

Saiu no Correio


selo-50anos

 

Espaço do Leitor


Saiba
aqui como publicar seus textos no Correio Fraterno

 

Livro de Visitas

 

livro-de-visitas

Passatempo

Confira as respostas do  passatempo do jornal

Newsletter

Cadastre-se e receba as principais notícias

Campanha SORRIA

sorria_e_compartilhe_alegria

Home Nossas Seções Humor Quantas vidas nós já tivemos?
Quantas vidas nós já tivemos? PDF Imprimir E-mail
Escrito por Tatiana Benites   

laurinha-rainhaEm sua casa, Laurinha surpreende seus pais conversando sobre vidas passadas. Eles haviam lido um livro sobre o tema e estavam comentando, quando Laurinha, na fase de fazer perguntas sobre tudo, prestava atenção:

– Nossa! Mas ele foi um rei e depois voltou como mendigo na outra vida – dizia sua mãe.
– Sofreu bastante, mas conseguiu aprender muito – comentou o pai.

Laurinha, aproximando-se um pouco mais, interviu:
– Pai, quantas vidas nós já tivemos?
– Não sei, filha.
– Como não? Você não leu no livro?
– Eu li a história de uma pessoa.
– Ah! Entendi... – fez uma pausa e perguntou. – E quantas vidas ela teve?
– No livro, eles contam sobre três vidas da personagem.
– Hummm! Ela foi quem?
– Primeiro foi um rei, depois foi um mendigo e na última foi um vendedor.
– Nossa, mas por que ele foi rei e depois mendigo?
– Porque, como rei, foi muito bravo, muito ruim para as pessoas e acabou retornando numa condição para aprender a valorizar os outros, a tratar bem as pessoas mais humildes e a dar valor às coisas simples.
– Todos os mendigos foram reis?
– Não, por quê? – respondeu o pai.
– Porque tem muitos mendigos na rua.
– Mas cada caso é um caso – disse o pai.
– E em que número de vida nós estamos agora?
– Não sabemos o número de reencarnações que uma pessoa já teve, pois isso depende do estado evolutivo em que se encontra cada Espírito. Tudo dependerá de nós. Aprendemos que o melhor é nos preocuparmos com o presente.
– Mas quem escreveu o livro pra contar essa história não sabia quantas vidas tinha?
– Quem escreveu o livro foi um médium, que recebeu uma mensagem de um espírito, e esse espírito só contou essa parte para ele.
– E se eu perguntar para esse espírito, ele me responde? Ah, pai. Me fala o nome desse escritor.
– Mas por que você quer saber isto?
– Ué, assim eu sei se estou próxima de ser rainha ou mendiga.
– E o que isso vai mudar?
– Vou ver se ele me ajuda a fazer uns contatos ‘lá em cima’ pra ver se eu consigo aliviar a minha prova. Eu vi na televisão que contato é tuuuudo, pai.



Reencarnação

O objetivo da reencarnação é progredir. Perdemos a lembrança das vidas anteriores para que, esquecidos do nosso passado, possamos recomeçar, agindo livremente e dispondo, em cada nova experiência, de mais meios de progredir. Nosso mérito ficaria comprometido se recordássemos do nosso passado e passássemos a agir por obrigação, com conhecimento de causa.

Diferenças sociais

Há ricos e pobres, porque é da lei divina que cada um trabalhe e se exercite no que necessita. A pobreza é a prova da paciência e da resignação; a riqueza é a prova da caridade e da abnegação.

 

Nos livros Tem espíritos no banheiro? e Tem espíritos embaixo da cama? (Ed Correio Fraterno), de autoria de Tatiana Benites, você encontra outras aventuras de Laurinha.

 

Conheça os livros da editora

correio fraterno 

 

carrinho

LANÇAMENTO

ex lio

J.W.Rochester revela com sua reconhecida veia literária os bastidores das paixões que rondam a vida de ciganos e saltimbancos no início da Era Moderna. Tudo gira em torno do Grand Circo Monteverdi, onde Rosalva viverá inesquecíveis desafios.

 

 

 

 Autora: Arandi Gomes Teixeira

Espírito J.W. Rochester

 

ISBN: 978-85-98563-97-8
16x23 cm
  496 páginas

 

R$ 39,90


 

Correio nas redes sociais


issuu-logocute-twitter-logo

logo-youtube

facebook