Área restrita para assinante do CLUBE CORREIO FRATERNO.



  • Narrow screen resolution
  • Wide screen resolution
  • Auto width resolution
Assinante do CLUBE

Assinaturas

assine_correio

Enquete

Você assina algum jornal ou revista espíritas?
 

Saiu no Correio


selo-50anos

 

Espaço do Leitor


Saiba
aqui como publicar seus textos no Correio Fraterno

 

Livro de Visitas

 

livro-de-visitas

Passatempo

Confira as respostas do  passatempo do jornal

Newsletter

Cadastre-se e receba as principais notícias

Campanha SORRIA

sorria_e_compartilhe_alegria

Home Nossas Seções Artigo Onde está o jovem espírita?
Onde está o jovem espírita? PDF Imprimir E-mail

jovens 2André Paixão


Há algumas gerações ouve-se que o jovem representa o futuro das casas espíritas. Mas onde está este jovem? Como é sua atuação no espiritismo?
O assunto é bem mais amplo e requer uma análise séria do movimento espírita. Se existe a recomendação de que os jovens participem nos grupos desde cedo, também há o receio dos mais experientes em entregar tarefas de maior envergadura a eles.
Os jovens têm trazido e adquirido bagagem doutrinária cada vez mais cedo. Comparando, é como manipular um equipamento eletrônico. Enquanto alguns adultos 'sofrem' para usar um smartphone, crianças dominam estes dispositivos facilmente.
É preciso compreender que a orientação dos mais experientes será sempre bem-vinda, principalmente se apontarem ao jovem a finalidade dos aprendizados, às vezes simples, mas de suma importância para que futuramente possam assumir tarefas de uma forma mais segura e eficiente.
Começar a entender o Evangelho mais cedo não quer dizer, necessariamente, que o jovem espírita esteja ingressando mais cedo nos trabalhos no centro, como palestras públicas ou reuniões mediúnicas.
"A principal frente de trabalho do jovem é o mundo, desde que estejamos nele para agirmos diferente e para aproveitarmos da oportunidade de nos apoiarmos uns nos outros, fortalecermos os propósitos e caminharmos na comunhão proposta por Jesus", acredita o músico Denis Soares, 36, que frequenta a FEB, em Brasília.
Falando por experiência própria, como 'recém-aposentado' da mocidade do Grupo da Fraternidade Espírita João Ramalho, em São Bernardo do Campo, e atuante no Movimento da Fraternidade (vinculado à Organização Social Cristã André Luiz), confesso que ainda não consegui me identificar com as tarefas da casa que frequento para realizar um trabalho mais pontual. E, como sinto muita vontade de continuar trabalhando na seara de Jesus, decidi que continuaria a participar da organização de um encontro de mocidades espíritas.
Conversando com alguns colegas do movimento espírita, percebi que não sou exceção. "O jovem está pouco engajado nas tarefas mais formais. Muitas vezes ele está focado no desenvolvimento de sua formação profissional e do círculo de amigos fora do centro. Aí acaba não tendo tempo para desempenhar uma tarefa que exige mais dedicação", afirmou Simone Nunes, 43, diretora do departamento de artes da Federação Espírita do Espírito Santo e coordenadora da Comemofra, a Confraternização de Mocidades Espíritas do Movimento da Fraternidade.
A opinião é compartilhada por Denis Soares. "Acredito que o nível de engajamento varia de pessoa para pessoa, mas de um modo geral a vida passou a exigir muito mais dos jovens, além de oferecer inúmeras outras opções de atividades", disse.
Não quero concluir com isso que o jovem espírita não se envolva nas tarefas da casa. Mas é possível afirmar que ainda existe um tabu nesta participação. Segundo Simone Nunes, "o adulto muitas vezes não sabe lidar com esse jovem. Isso muitas vezes cria uma resistência dentro das casas espíritas".
Também é necessário que se compreenda que não é porque o jovem espírita não participa destas atividades, que ele esteja desligado do espiritismo. A atuação acontece em outras áreas. No grupo que frequento, por exemplo, os jovens são os responsáveis pelas atividades com as crianças durante a entrega de cestas básicas aos assistidos.
"A tarefa pode até parecer simples, mas exige muitos dias de planejamento. As crianças são muito inteligentes e exigentes, não é qualquer coisa que as fazem sair satisfeitas. Fora a oportunidade de ensinarmos algo moralmente correto, como respeito ao próximo, solidariedade e fraternidade", lembra Heloísa Venitelli, 23, coordenadora da tarefa no GFE João Ramalho.
Há outros exemplos de atividades que incentivam o jovem a estar ativo na casa espírita, como a coordenação do grupo de mocidades, encontros, grupos de estudo, teatro, música, discussão da doutrina e atuação em redes sociais. Afinal, num mundo conectado, as distâncias ficam curtas com um bom sinal de internet e o toque dos dedos em uma tela de celular.
É bom destacar que o jovem espírita está ligado ao que acontece no mundo. Conhece, sim, sua responsabilidade na construção de um planeta melhor. E, independentemente das oportunidades de trabalho que possa abraçar no grupo espírita, sua atuação, indiretamente, é bastante diversificada, não se limitando à participação dentro da casa que frequenta e levando o espiritismo para os ambientes onde convive, através de seus bons exemplos, conhecimentos e boa disposição para o auxílio onde quer que esteja.
A identificação com as tarefas convencionais do centro espírita um dia virá, e a velha máxima de que o jovem é o futuro do espiritismo não vai falhar. Aliás, ele não é o futuro. Já é o presente. E talvez esteja chegando de um jeito diferente do planejado pelos dirigentes atuais. O tempo dirá.

 

André Paixão, 25 anos, é jornalista do G1, o portal de notícias da Globo.

 

Publicado no jornal Correio Fraterno - Edição 478 novembro/dezembro 2017

 

Conheça os livros da editora

correio fraterno 

 

carrinho

LANÇAMENTO

ex lio

J.W.Rochester revela com sua reconhecida veia literária os bastidores das paixões que rondam a vida de ciganos e saltimbancos no início da Era Moderna. Tudo gira em torno do Grand Circo Monteverdi, onde Rosalva viverá inesquecíveis desafios.

 

 

 

 Autora: Arandi Gomes Teixeira

Espírito J.W. Rochester

 

ISBN: 978-85-98563-97-8
16x23 cm
  496 páginas

 

R$ 39,90


 

Correio nas redes sociais


issuu-logocute-twitter-logo

logo-youtube

facebook