Área restrita para assinante do CLUBE CORREIO FRATERNO.



  • Narrow screen resolution
  • Wide screen resolution
  • Auto width resolution
Assinante do CLUBE

Assinaturas

assine_correio

Enquete

Você aprenderia LIBRAS (linguagem de sinais) para a inclusão de pessoas surdas na casa espírita?
 

Vapt-vupt

122

Espaço do Leitor


Saiba
aqui como publicar seus textos no Correio Fraterno

 

Livro de Visitas

 

livro-de-visitas

Passatempo

Confira as respostas do  passatempo do jornal

Newsletter

Cadastre-se e receba as principais notícias
Home Nossas Seções Biografias O empenho de um pesquisador
O empenho de um pesquisador PDF Imprimir E-mail
Biografias
Escrito por Alexandre Rocha   
Sáb, 11 de Fevereiro de 2012 08:12

osmar ramos  2Osmar Ramos Filho foi dos mais lúcidos pensadores espíritas da atualidade. Porém, seu envolvimento com o espiritismo sempre ocorreu de maneira transversa. Ainda jovem, estudante de filosofia na Universidade do Brasil, por seus conhecimentos de alemão, foi selecionado para trabalhar como intérprete do célebre parapsicólogo Andrija Puharich. Viajou com ele para Congonhas, MG, para uma série de encontros com José Arigó, onde presenciou, dentre tantas curas, a do próprio pesquisador. Ao final do trabalho, havia se tornado grande amigo de Puharich e dele recebeu de presente uma máquina infravermelha (ampariscópio) que, nos idos de 1950, já permitia ao olho humano ver no escuro, o que era muito útil para os pesquisadores de fenômenos de materialização. Esse aparelho posteriormente foi emprestado a Luciano dos Anjos, que testemunha ter presenciado alguns fenômenos autênticos de materialização e muitas fraudes desmascaradas.

Foi durante seus estudos para o doutoramento em psicologia clínica, em Louvain, Bélgica, que Osmar teve contato mais profundo com os textos de Balzac por meio de uma amiga portuguesa que fazia sua tese sobre um romance do escritor francês.

Ali, Osmar começava a se preparar para o trabalho de sua vida, O avesso de um Balzac contemporâneo, com o qual seria reconhecido por Paulo Rónai, como a pessoa mais versada em Balzac que ele havia conhecido. Como Rónai, além de grande balzaquista, conheceu profundamente os mais importantes estudiosos de Balzac de sua época, essa declaração equivale a chamar Osmar de o maior conhecedor de Balzac de seu tempo. Não é pouco.

Se se levar em conta que tudo ele aprendeu sobre Balzac foi a partir de um texto atribuído ao espírito do escritor (o romance Cristo espera por ti) sua façanha toma ares sobrenaturais.


Texto publicado na edição 443 do jornal Correio Fraterno

 

 

 

 

 

Conheça os livros da editora

correio fraterno 

 

carrinho

LANÇAMENTO

castelita
 
Castelita 
 

Castelita encanta com a história de um grande amor que remonta a séculos. Em frente ao casarão, lembranças repentinas impactam Dom Carlos Lupe de Medrado. Uma trama emocionante, onde a força do amor e da ética falará mais alto. 

 Ainda que o implacável D.Esteban Hernandez e Hernandez não abra mão de possuir Maria do Pilar! A qualquer preço..

 

Victor Hugo(espírito)
Arandi Gomes Teixeira


ISBN 978-85-5455-008-0
14X21 cm
320 páginas

 

 

 

Correio nas redes sociais


issuu-logocute-twitter-logo

logo-youtube

facebook